quarta-feira, 30 de maio de 2012

Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson [RESENHA]

Não foi fácil escrever esta resenha. Não pelo fato de o livro ser ruim. Não. E sim, pelo fato desse livro ser muito forte. Eu consegui sentir tudo o que o livro quis passar e de uma maneira tão real, que eu me surpreendi. Foi uma leitura um pouco incômoda, mas que me mostrou uma realidade, que eu antes ainda não conhecia.


Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.


Lia — uma garota aparentemente comum — mas que na verdade vive com problemas sérios. Ela sofre de distúrbios alimentares. Sua mãe é médica, divorciada e praticamente nunca deu atenção necessária à filha. Seu pai é escritor, casado com Jennifer — que tem uma filha de outro relacionamento — Emma — que é super fofa. Lia sofre a cada dia. Ela encara toda e qualquer comida como um monstro. E em alguns momentos, eu sofri com ela. Porque não é fácil.
"Desmaiei e caí na escada, então comi duas tigelas de cereal e estou me sentindo tão nojenta.Quanto tempo tenho que correr para me livrar disso?" 
 Cassie era sua melhor amiga. Ela sofria de bulimia. Toda e qualquer comida que ela ingeria, em seguida ela vomitava. E em alguns momentos eu fiquei completamente impressionado. Porém, para piorar mais a situação de Lia, Cassie é encontrada morta em um quarto de motel sozinha. 


A autora possui uma escrita poética e muitas vezes dolorosa, onde mostra os problemas vividos por garotas que possuem distúrbios alimentares. De uma maneira direta e objetiva, ela conseguiu criar uma personagem doente e fria, que quase sempre clama por ajuda — mas ninguém percebe.
"A porta do banheiro se abre com tudo.Emma vê o sangue pintando minha pele e os risos vermelhos esculpidos no meu corpo. Emma vê uma faca molhada, prata e osso.
Os gritos da minha irmãzinha estilhaçam os espelhos."
Eu estava com uma grande expectativa em relação a esse livro. E ele não me decepcionou. Como eu disse anteriormente, não foi uma leitura fácil. Mas é quase impossível deixar o livro de lado. Eu sempre queria ler mais e mais. E eu gosto muito de narrativas assim. Os detalhes, pensamentos, situações... Tudo narrado nesse livro é muito real e doloroso.


Concluindo, eu gostei muito do livro. Eu gosto de livros impactantes. E acima de tudo, o final foi satisfatório. Espero ler outros livros da autora. Porém, aviso logo: Se você estiver triste ou passando por algum problema, não recomendo que leia este livro. Porque ele é muito depressivo e talvez só piore ainda mais seu estado emocional. Caso contrário, pode ler sem problemas.


Recomendo!



segunda-feira, 28 de maio de 2012

Próximos Lançamentos da Novo Conceito!


Sinopse: Ela era a melhor amiga deles, ou assim eles pensavam — até anos mais tarde, quando seus segredos os levam a uma perigosa busca pela verdade sobre quem ela realmente fora… e por que morrera…
Dez anos atrás, em uma festa louca, a linda e estonteante Emily caminhava para sua morte, deixando seus três melhores amigos e suas “irmãs” — Natalie, Laura e Madison — devastados. Nenhum deles esquecera aquela noite — ou o papel que cada um teve na morte de Emily, a culpa que os persegue e a perda que ainda sofrem.
Agora, um escritor desconhecido entra na lista dos livros mais vendidos com um romance similar à história deles. Quem é ele? Como ele sabe os detalhes íntimos de suas vidas? E por que ele está acusando um deles como assassino? Quando eles começam a desvendar a verdade sobre a amiga em comum, irão redescobrir um amor que ela perdeu há muito tempo e descobrir segredos que vão mudar sua vida para sempre…
Lançamento dia 8 de junho.


Sinopse: Ruby está completando 16 anos… mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai desaparecido há muito tempo aparece e Ruby não quer ter nenhuma relação com ele. Ao contrário, ela quer sair com seus amigos — a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby — sobre garotos, seu pai e como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo. Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena… e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão verdadeiras quanto dizem.
Lançamento dia 8 de junho em todo o Brasil.

E aí, qual vocês escolheram?




2ª Resultado da Promoção "Beijada Por Um Anjo 2 - A Força do Amor" [Sorteio Refeito]


Olá!
Bem, foi necessário refazer o sorteio, porque a antiga sorteada não me enviou seus dados. 


E a sorteada dessa vez foi:

Sara Patrício

Peço encarecidamente que me envie seus dados para o seguinte e-mail: oleeoh123@gmail.com

P. S.: E só lembrando, eu tenho até 30 dias para lhe enviar o livro. 

Abraço!


sábado, 26 de maio de 2012

Viva Para Contar - Lisa Gardner [RESENHA]


A capa do livro por si só, já me chamou a atenção. É praticamente impossível deixar esse livro de lado por muito tempo. Eu sempre tive curiosidade em saber como era o dia-a-dia de crianças que possuíam distúrbios psicóticas. E nesse livro há vários capítulos falando sobre elas e eu adorei!

Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai — e possível suspeito — agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. Na obra de suspense mais emocionante de Lisa Gardner, autora best-seller do The New York Times, a vida dessa três mulheres se desdobra e se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós. 

Aos nove anos de idade, Joana viu seu pai matar toda a sua família e em seguida se matar. Ela jamais esqueceu os acontecimentos daquela fatídica noite. Porém, não se recorda dos motivos que levaram seu pai a cometer aquela chacina. Ela foi a única sobrevivente. Aos trinta e quatro anos de idade, ela ainda não consegue esquecer tudo aquilo. E a cada dia, sofre com a perda de toda a sua família. E para aplacar um pouco sua tristeza, ela trabalha como enfermeira — incansavelmente  em um hospital na ala de psiquiatria-pediátrica.

D. D. Warren — uma investigadora durona, que não se conforma até resolver qualquer caso em que esteja investigando. E eis que surge um caso para ser investigado: Uma família pobre é completamente alvejada e que tem um filho psicótico — conhecido como Ozzy. A principal suspeita de D. D. é de que o pai assassinou toda a família. 

E eis também que surge a melhor personagem da história — Victoria. Os capítulos narrados por ela são os melhores — em minha opinião. Conseguia me deixar tenso e curioso, para o que poderia acontecer em seguida. Ela teve que abrir mão da sua família — sua filha Chelsea e seu marido Michael — para cuidar exclusivamente do seu filho Evan — que apenas tem oito anos de idade e é completamente violento. 

"- Vou mata-la no meio da noite. Mas vou te acordar primeiro. Eu quero que você saiba.
Estendo os comprimidos novamente.
- Você trancou a gaveta das facas – cantarola ele. – Você trancou a gaveta das facas. Mas será que escondeu todas as facas? Será, será, será?
"
Como eu citei anteriormente, eu amei os capítulos em que mostrava os terríveis momentos entre Victoria e seu filho, pelo fato de parecer bastante real — e eu acredito que existam crianças como o Evan. Ele consegue ser muito violento e realmente impressionar quem está lendo. A Victoria é um exemplo de mães que — mesmo sofrendo a cada dia — não desistem dos seus filhos. Sobre a Chelsea, eu entendi o drama dela e até mesmo da Victoria. Porque não foi fácil ter que deixar sua filhar morar com seu ex-marido, para cuidar do seu filho que é completamente doente psicologicamente.

Os capítulos são alternados e outros assassinatos vão surgindo no decorrer da trama. A leitura flui naturalmente — apesar de que alguns capítulos narrados pela D. D. foram um pouco cansativos. Mas nada que atrapalhe demais.  E sobre o assassino, eu descobri rapidamente. Então, não fiquei surpreso no momento em que ele foi descoberto.

"Viverei com mais luz no coração. Vou continuar a trabalhar com crianças doentes. E vou me apaixonar por um homem realmente bom. Eu sou a única sobrevivente, e sobrevivi para contar esta história."

No cômputo geral, o livro é muito bom! Um suspense interessante e muito bem escrito. A autora soube criar uma trama inteligente, onde conseguiu ligar a vários outros assuntos que permeiam a nossa sociedade atual, mas que geralmente não percebemos. Eu adorei a escrita dela e espero que a Novo Conceito publique os outros livros da série — já que este é o quarto livro. 

Recomendo!



quinta-feira, 24 de maio de 2012

Na Minha Caixa dos Correios!


Olá Pessoal!
O post de hoje mostrará os últimos livros que eu recebi. Espero que curtam tanto quanto eu! rsrs



[CORTESIA ARQUEIRO] Eu recebi da editora Arqueiro, o Kit do livro "O Resgate do Tigre" e simplesmente adorei. É lindo! 




[CORTESIA NOVO CONCEITO] Recebi dois Kits do livro "O Clã dos Magos" da grande Novo Conceito e simplesmente adorei o bonequinho! *-*




[CORTESIA NOVO CONCEITO] Também os recebi da Novo Conceito e ainda hoje começo a leitura. Estou com uma enorme expectativa e espero que todas sejam superadas.



[CORTESIA NOVO CONCEITO] Também adorei e acredito que deve ser uma história linda e emocionante. 



[CORTESIA NOVO CONCEITO] Nicholas quase sempre se supera. Espero que este livro me surpreenda.(Adorei o lápis!)


[CORTESIA DO AUTOR SIDNEY NICÉAS] Este livro é belíssimo. E a capa é bem interessante.


[CORTESIA DA AUTORA LEILA KRÜGER] Este livro parece ser lindo. Só li resenhas positivas e a capa eu adorei!



Este foram os livros recebidos e eu adorei todos eles!
Abraço!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Lançamentos de Maio - Martin Claret


Como todo romântico influenciado fortemente por Lord Byron, a 
poesia de Azevedo contém traços marcantes de desejo, decepções, 
morbidez, tédio, melancolia e vício. 
Mesmo muito jovem, Álvares de Azevedo se cansou da vida e dos 
dramas que todo adolescente enfrenta, usando esse 
descontentamento e a angústia da alma como combustível para suas 
criações.
A Lira dos vinte anos é uma de suas obras mais célebres e inclui 
alguns de seus poemas mais famosos: “Idéias íntimas”, “Spleen e 
charutos”, “Lembranças de morrer”, “É Ela! É Ela! É Ela! É Ela” e “Se 
eu morresse amanhã”.
A campanha abolicionista de 1875 foi o pano de fundo perfeito para a 
publicação de A escrava Isaura. A obra narra as muitas desventuras de 
uma escrava branca, bela e de caráter nobre, que vive sob o jugo de um 
luxurioso e cruel senhor.  
O romance – folhetim anti-escravagista e libertário, com fortes traços de 
idealização romântica – foi um grande sucesso editorial, conquistando a 
imaginação popular ante as situações intoleráveis do cativeiro e 
transformando Bernardo Guimarães em um dos mais populares 
romancistas de sua época no Brasil. 
Além de retratar a realidade brasileira, A escrava Isaura ajudou a 
construir a identidade nacional do país recém-independente, mantendose como um clássico de leitura imperdível.
  
“Poe é uma influência determinante em toda a nossa modernidade, o 

criador das histórias de detetive e das tramas de ficção científica, 
presente nas atualíssimas tendências fantásticas, góticas e underground. 
Mas ele é, acima de tudo, um esteta de talento que abriu caminhos para 
todas as correntes literárias de linha subjetivista e barroca que vieram 
depois dele. Trata-se de um escritor-crítico que tem pleno domínio da arte 
retórica e da arte poética, um artífice que controla, com mão de ferro e 
cordas de alaúde, os efeitos que exerce em seu leitor. Um arquiteto do 
estilo que sabe estruturar um conto como poucos (...).”
Eliane Fittipaldi
Traduzido por Eliane Fittipaldi e Katia M. Orberg, Histórias extraordinárias 
reúne alguns dos mais conhecidos e importantes contos de Edgar Allan 
Poe: O gato preto, O enterro prematuro, A queda da casa de Usher, 
William Wilson e O poço e o pêndulo. 


Na segunda metade do século XIX, os ideais liberais consolidavam-se 

sobre os defensores da monarquia em Portugal, e o país vivia relativo 
progresso. Todavia, velhos costumes permaneciam entranhados na 
sociedade portuguesa, ocultos sob o véu tênue da moralidade. Em 
meio a esse conflito entre progresso e atraso, surge a chamada 
geração de 1870. 
Dessa geração, provêm alguns dos maiores nomes do pensamento 
português, dentre os quais Antero de Quental, mentor intelectual do 
grupo, e Eça de Queirós, o mais importe prosador realista em 
Portugal.
Em O primo Basílio, Eça nos apresenta uma típica família burguesa 
de Lisboa, por meio da qual exporá a fragilidade de algumas das 
instituições mais caras aos portugueses – o casamento.  








Eu Odeio o Dia dos Namorados - Novo Conceito


Oi Pessoal!
Bem, o título dessa promo é bem engraçado, mas esse é o intuito. E se você está super interessado em ganhar dois KITs da Novo Conceito, agora você poderá ter a chance de ganhá-los. 

Para participar é bem simples:

  • Seguir o blog publicamente;
  • Ser residente no Brasil;
  • E comentar neste post, validando sua participação. (UM COMENTÁRIO APENAS!)
  • Preencha o formulário abaixo:
  • a Rafflecopter giveaway


Observações:

1- O sorteado terá que ser paciente, pois eu enviarei os kits em até 30 dias.
2- Quem descumprir alguma das regras citadas acima, será automaticamente desclassificado.
3-  Caso tenha alguma dúvida, entre em contato comigo, pelo seguinte e-mail: oleeoh123@gmail.com

Abraço...

domingo, 20 de maio de 2012

A Arte da Imperfeição - Brené Brown [RESENHA]

Eu detesto livros autoajuda. E sinceramente, não estava entusiasmado para ler "A arte da imperfeição". Então, como eu recebi de cortesia, da grande Novo Conceito, resolvi lê-lo logo, para não atrasar muito a leitura. E agora, posso resumir o livro em apenas uma palavra: Surpreendente. Foi uma surpresa maravilhosa, ler este livro.


Este importante livro é sobre a jornada de uma vida, deixando de se preocupar com "O que os outros vão pensar?" e acreditando que "Eu sou suficiente". A habilidade ímpar da autora em misturar pesquisa original com relatos faz com que a leitura de A Arte da Imperfeição pareça uma longa e animadora conversa com uma amiga muito sábia que oferece compaixão, sabedoria e ótimos conselhos. A cada dia nos deparamos com uma enxurrada de imagens e mensagens da sociedade e da mídia nos dizendo quem, o que e como devemos ser. Somos levados a acreditar que, se pudéssemos ter um olhar perfeito e levar uma vida perfeita, já não nos sentiríamos inadequados. E se eu não posso manter todas essas bolas no ar? Por que não é todo mundo que trabalha duro e vive às minhas expectativas? O que as pessoas vão pensar se eu falhar ou desistir? Quando posso parar de provar a mim mesmo? Em A Arte da Imperfeição, Brené Brown, Ph.D, é uma especialista em vergonha, autenticidade e compartilha a coragem que aprendeu em uma década de pesquisas sobre o poder de viver sinceramente.
Se você é como eu e detesta livros autoajuda, deixe seu preconceito de lado e leia "A arte da imperfeição". O livro é completamente interessante e revelador. A autora esclarece determinados assuntos, de uma maneira tão clara e objetiva, que é impossível não gostar do livro. Em determinados momentos, é como se ela conversasse com o leitor, de uma maneira tão gostosa, que eu fiquei impressionado.


"... Um sentimento profundo de amor e pertencimento é uma necessidade irredutível de todos os homens, mulheres e crianças, Nós somos biológica, cognitiva, física e espiritualmente programados para amar, ser amados e pertencer. Quando essas necessidades não são atendidas, não funcionamos como deveríamos. Entramos em colapso. Entorpecemos. Sofremos. Machucamos os outros. Adoecemos. Certamente existem outras causas para doenças, entorpecimento e mágoa, mas a ausência de amor e pertencimento sempre levará ao sofrimento."

Um dos pontos que mais me chamou a atenção no livro foi o Perfeccionismo. Eu sou uma pessoa completamente perfeccionista. E quando a autora descreveu como uma pessoa perfeccionista age, eu me senti completamente vulnerável. Porque ela realmente conseguiu descrever corretamente pelo menos eu ajo daquela forma os comportamentos de um perfeccionista. E eu percebi que preciso mudar, por que ser assim é horrível. Só quem sabe e entende, é quem sofre com este mesmo problema.


A autora também aborda outros assuntos. Porque tudo que ela explica no livro, foi coletado de uma pesquisa que fez, com várias pessoas. E em alguns momentos, ela descreve situações que aconteceram consigo mesma e que serve para analisarmos melhor o que está sendo explicado. 


"É fácil atacar ou criticar alguém quando essa pessoa está assumindo riscos, expressando uma opinião impopular, ou compartilhando uma nova criação com o mundo, ou tentando algo novo que ela ainda não dominou. Crueldade é barata, fácil e abundante. E também não vale nada, especialmente quando se ataca e critica anonimamente, o que a tecnologia permite que tanta gente faça em nossos dias."

Há uma parte do livro, em que a autora diz que todo ano ler pelo menos uma vez o livro "O Alquimista", do Paulo Coelho. Eu achei bem interessante ela ter citado o livro. E ela sempre ressalta que o intuito de ela ter escrito o livro, é para que todos que o leem, possam viver plenamente e intensamente. 


Concluindo, eu recomendo com toda certeza o livro. É um livro completamente diferente. E a autora sempre mostra soluções para encarar alguns dos problemas citados durante a leitura. Soluções para o seu dia-a-dia. Leia sem medo e busque viver plenamente e intensamente.

Recomendo! 



Resultado da Promoção "Beijada Por Um Anjo 2 - A Força do Amor"


Oi Pessoal!
Esse é o resultado da promoção de "Beijada Por Um Anjo 2 - A Força do Amor". Agradeço a todos que participaram e espero contar com vocês sempre.

E a sorteada foi:

Maria Luiza

Parabéns Maria Luiza!

Envie seus dados para o seguinte e-mail: oleeoh123@gmail.com


Abraço...

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Meme: Conheça o Blogueiro

Recebi o meme da Pri, que é super legal e sempre tá visitando o blog. Espero que gostem.




1. Quando surgiu a ideia de criar seu blog?


Bem, eu sempre quis ter um local, onde eu pudesse expressar minhas opiniões sobre livros, no geral. Até então, não tinha pensado na ideia de um blog literário. Então, logo quando me cadastrei no skoob, recebi vários convites para conhecer determinados blogs. Eu os visitei e fiquei super interessado em criar um também. Então, acabei criando e o tenho até hoje. Na época, desconhecia até como funcionava parcerias entre editoras e autores. Mas aos poucos, fui aprendendo.


2. Origem do nome do blog.


Bem, eu queria usar um título legal e que realmente tivesse alguma ligação com livros. E no momento, quando estava pensando em algum título, minha tia estava escutando "Palavras ao Vento", da Cássia Eler, que eu acho linda a música. Então, de imediato, resolvi usar o título da música, como título do blog.


3. Você tem outros blog além desse? 


Não, não. Esse já é mais que suficiente.


4. Já pensou em desistir alguma vez do seu blog? 


Sim. Por vários motivos. Mas como eu o adoro demais, o sentimento foi maior e espero continuar com ele por muito tempo ainda!


5. Mande uma mensagem para seus seguidores 


Adoro seus comentários, suas visitas, suas opiniões etc. Eu realmente preciso do apoio de todos os meus seguidores, para que juntos, possamos trocar ideias e crescer.



Sobre o blogueiro:

1. Uma música: 




2. Um livro: 

Querido John. Até hoje, sou completamente louco por esse livro e foi através dele que tornei-me fã do Nicholas Sparks.

3. Um filme:

É um pouco difícil escolher apenas um, porque eu amo vários filmes. Mas "Casa Comigo?" eu gosto demais e foi o que me veio na cabeça agora.

4. Um hobby:

Ler, ouvir muitas músicas e navegar na net, o que inclui postar e divulgar o blog.

5. Um medo: 

Sapo.

7. Um sonho: 

Morar em Nova York.

8. Não consigo viver sem:

Deus.

9. Tem coleção de alguma coisa? 

Livros e DVD's.

10. Gostaria de fazer alguma pergunta aos próximos participantes?

Não.

A pergunta que ela me fez foi: 

11. Do que mais gosta no seu blog?

Tudo.

Não vou indicar 10 blogs. Quem quiser fazer o meme, sinta-se à vontade.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

#Divulgando Autores Nacionais - Sidney Nicéas



Publicar livros no Brasil não é fácil. Mas, na contramão de todas as dificuldades, o escritor e jornalista  Sidney Nicéas já conta com dois livros publicados de  forma independente e vem se destacando no mercado editorial e como roteirista e diretor de seu primeiro curta-metragem. “O Rei, a Sombra e a Máscara” é o título do filme e do livro lançado recentemente.
.
A história retrata a jornada de um rei que, após criar o seu belo reino, descobre uma nuvem escura em seu límpido céu e não a reconhece como criatura sua. Na obra, o autor utiliza a metáfora do rei para fazer referência ao lado divino de cada homem, a sombra  aparece  como parte integrante de cada um e as máscaras como subterfúgios
criados pela sociedade.
.
“No livro, a história remete a uma jornada pessoal e intransferível que todo e qualquer ser humano que busque a verdadeira felicidade deve empreender. Todos os mestres e sábios que por aqui já passaram deixaram o mesmo “recado”: o autoconhecimento. Compreender-se na dualidade da sombra e da luz e encontrar o equilíbrio com verdade sem máscaras, esse é o desafio”, explica Nicéas.
.
O escritor recifense também é autor de “O Que Importa é o Caminho”, um livro que reúne poesias, contos e crônicas que se interligam  pelo tema: “encontrar em si o caminho para o sucesso na vida”.
.
Nicéas, que é formado em Relações Públicas e trabalha em sua assessoria de comunicação, escreveu seu primeiro texto em 1994, a peça teatral “Cinzas da Paixão”, que foi encenada em Recife e João Pessoa. Descobriu-se também roteirista de cinema e seu lançamento,  “O Rei, a Sombra e a  Máscara” já participa de vários festivais de cinema pelo país.

Autor e Parceiro do Blog - Sidney Nicéas 


Recifense orgulhoso da sua terra. Filho da poetisa Wolda Nyria e do Promotor de Justiça José Luiz de Oliveira Júnior. Pai de Victor Hugo. Homem em busca do ‘mais’…
É dono da Rae Assessoria de Comunicação. Sobrinho de Cléo Nicéas, um dos grandes nomes da comunicação do Estado, e neto do falecido jornalista Amarílio Nicéas, famoso na era de ouro do rádio.
Iniciou sua jornada literária em 1995, quando escreveu a peça “Cinzas da Paixão”, encenada no Recife e em João Pessoa (PB). Em 2004 lançou seu primeiro livro, “O Que Importa é o Caminho”, edição independente reunindo poesias, contos e crônicas que se interligam através do tema: encontrar em si o caminho para o êxito na vida.
Em 2006 foi homenageado pelo SESC através do projeto Poetas da Terra, onde foi encenada a peça “O Divino Caminho”, dirigida por Eron Vilar, baseada na obra do autor. Em 2008 lançou o Blog De2em2… , onde publica suas crônicas e contos sempre com uma visão incisiva do ser humano e do cotidiano.
Tendo o ser humano e a vida coletiva como foco do seu trabalho, lança agora a fábula “O Rei, a Sombra e a Máscara”, livro e curta-metragem homônimos (produzidos também de forma independente), e continua escrevendo – já possui três outros livros que em breve serão lançados.




segunda-feira, 14 de maio de 2012

Promoção "Estilhace-se" - Novo Conceito



Olá!
Tudo bem?
Espero que sim. Bem esta é mais uma promoção do blog "Palavras ao Vento..." e o sorteado(a) ganhará o KIT do livro "Estilhaça-me" que é super legal!

E para participar é bem simples:


  • Seguir o blog publicamente;
  • Ser residente no Brasil;
  • E comentar neste post, validando sua participação. (UM COMENTÁRIO APENAS!)
  • Preencha o formulário abaixo:
  • a Rafflecopter giveaway






P.S.: Qualquer dúvida, envie e-mail para: oleeoh123@gmail.com

Boa Sorte!

domingo, 13 de maio de 2012

Tudo Pode Muda - Jonathan Tropper [RESENHA]

Este livro foi uma surpresa bem agradável. Diferente de tudo o que eu já li. O autor construiu um drama tão inteligente, com tiradas sarcásticas e acima de tudo, construiu uma história tocante, que conseguiu mexer com meus sentimentos de alguma maneira. E acredito que todo homem  ao ler o livro — irá se identificar um pouco com o Zack.


Zack é o mais velho dos três filhos da família King, despedaçada quando o pai, o excêntrico e irresponsável Norm, sumiu da vida de todos. Durante os anos seguintes, Zack moldou sua personalidade para que jamais se parecesse com ele. Assim, se tornou um homem pacato e conservador. Ele tinha consciência de que se acomodara a uma situação conveniente: morava de favor na casa de um amigo rico, tinha um emprego medíocre mas estável e estava noivo de uma mulher por quem não era apaixonado. Apesar disso, sentia-se relativamente feliz com sua vida. Certo dia, Zack encontra sangue em sua urina e, após realizar alguns exames, passa a suspeitar de que sofre de câncer. Atordoado com a possibilidade da morte iminente e assustado com o casamento que se aproxima, ele começa a questionar suas escolhas e a perceber a fragilidade daquela vida falsamente estruturada. Para complicar ainda mais a situação, sua relação com Tamara – viúva de seu melhor amigo – adquire uma proximidade perigosa. A atração entre os dois é irresistível e, ao mesmo tempo, proibida. Sua confusão emocional atinge o auge quando Norm reaparece, disposto a fazer qualquer loucura para conquistar o perdão da família. Enfrentando tantos problemas ao mesmo tempo, Zack perde o controle de suas emoções pela primeira vez. Ele precisa lidar com a possibilidade de ter uma doença fatal, o medo de magoar Hope, a paixão platônica por Tamara, a sensação de fracasso profissional e os sentimentos conflitantes em relação ao pai e a si mesmo. Com muito humor e sensibilidade, Jonathan Tropper conta uma história de amor, traição, perdão, recomeço e a chance de se criar uma vida nova em meio ao caos. 


A história é narrada do ponto de vista do Zack — um homem comum, trinta e dois anos de idade, prestes a casar-se com uma linda mulher, possui um emprego estável, mora com seu amigo milionário — que é completamente viciado em televisão — em um apartamento luxuoso. Até então, ele parecia ter uma vida boa. Porém, ele começa a desconfiar de que pode está com uma doença grave e toda a sua vida aparentemente perfeita e previsível é abalada.

Depois de suspeitar da tal doença, Zack começa refletir sobre sua vida, suas escolhas etc. E ele percebe que tudo que antes aparentava ser perfeito, talvez não seja bem assim. O seu trabalho é estressante, suas decisões e suas escolhas, geralmente, são tomadas pensando no melhor para as pessoas e não para si mesmo.

"— Você não deu a menor bola para mim durante todos esses anos — explico, a voz saindo mais alta do que eu pretendia, e tenho a vaga percepção de que as outras pessoas param de falar e começam a olhar para mim. — Você não acha que é muita presunção de sua parte aparecer do nada e achar que vou lhe contar detalhes da minha vida? Você não faz parte dela, Norm. Não é da sua conta, só isso. As grandes paixões de um homem devem ser sua mulher e seu trabalho? Que beleza, Norm, brilhante mesmo. Você traiu a sua mulher muito mais do que eu devo saber e, a não ser que as coisas tenham mudado bastante nos últimos tempos, você nunca ficou no mesmo emprego por mais de um ou dois anos em toda a sua vida. Talvez, em algum momento por aí, outras de suas grandes paixões devessem ter sido os seus filhos, você não acha? Teria sido muito mais difícil nos perder, mas parece que você conseguiu resolver esse problema também."
Pág.: 123

A mãe do Zack é divorciada de Norm — seu pai e um completo safado. Zack também tem dois irmãos mais novos: Matt e Pete. Norm é um viciado em viagra e volta vinte anos depois, para tentar reparar os erros cometidos no passado.

Zack também não sabe se realmente deve casar-se com Hope — sua noiva. Pelo fato de que ama a mulher do seu melhor amigo — morto em um acidente de carro —, Rael. 

"— Você tem que operar o coração de peito aberto e nunca pensou em me comunicar — digo. — Você não pensou que talvez precisasse de sua família por perto numa hora dessas?
Norm olha para mim, circunspecto.
— Eu estava morrendo de vontade de ligar para você. Estava apavorado, com medo de morrer e nunca mais ter a chance de endireitar as coisas com a minha família. Pode acreditar, era só nisso que eu pensava."
Pág.: 196

A narrativa é feita na primeira pessoa do presente e muitas vezes o Zack conversa com leitor, de uma maneira direta e objetiva. Algumas cenas — narradas no livro — são bem cômicas. E eu nunca tinha lido nada do autor antes e me surpreendi positivamente.

No cômputo geral, o livro é muito bom. O começo foi um pouco enfadonho, mas depois a leitura flui naturalmente. Eu me diverti algumas vezes com a família do Zack, pelo fato de ser uma família excêntrica e com problemas, considerados comuns aparentemente. O Zack me surpreendeu algumas vezes e o final foi satisfatório. Leiam e conheçam uma história repleta de drama, com um pouco de humor.

Recomendo.


E para conferir o resultado da Promoção "Cruzando o Caminho do Sol" clique aqui.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

#01 - Entrevista com a autora Maribell Azevedo!

Olá Pessoal!
Tudo bem?
Espero que sim. Bem, essa é a primeira entrevista do blog. E como alguns sabem, eu adorei "Amor no Ninho", livro escrito pela grande Maribell Azevedo, que também é parceira do blog. Então, consegui fazer a primeira entrevista com ela. E confesso que adorei.
Então, fiquem à vontade para conhecer um pouco mais da autora e da obra.



   1-   Qual foi a sua principal inspiração para escrever "Amor No Ninho"?

Quando bem jovem li o livro Helena de Machado de Assis, onde relata a história do amor impossível entre dois supostos irmãos. Porém, sempre ficava tão triste com o final que desejava criar algo com temática parecida, mas com final diferente. A idéia amadureceu e ganhou forma em Amor no Ninho.

   2-   Quando surgiu a ideia de ser escritora?

Não sei se tive essa idéia, as coisas foram acontecendo naturalmente, sempre gostei muito de escrever, mas não tinha certeza se era bom ou interessante. Comecei a colocar a história na internet, sem fazer a menos idéia no que ia dar. Para meu espanto, muitas pessoas começaram a gostar e comentar de forma positiva, até que sugeriram que deveria investir nisso pra valer. Relutei bastante em começar, porque sempre fui tímida e batia uma insegurança daquelas! Se não fosse por insistência pura e simples de algumas amigas muito especiais, talvez ainda estivesse refletindo a respeito, rsrs... Agora estou aí, com o primeiro livro da trilogia Amor no Ninho lançado e o segundo a caminho!

   3-    Você se inspirou em alguém para criar o Dan? Se sim, quem?

Fisicamente sim, mas não vou revelar porque como já disse sou tímida, rsrs... Porém sua personalidade é criação inteiramente minha.

   4-     A Marina possui alguma semelhança com você? Se sim, qual?

Marina é minha filha, então é claro que ela tem alguns traços de minha personalidade. Como eu, ela é tímida, romântica e adora dançar (mas não sou bailarina como ela). Fisicamente ambas somos morenas, ela tem cabelo cacheado e comprido, que eu também já tive.

5  5-  Quais são seus autores favoritos?

Margaret Mitchell, Marion Zimmer Bradley, Anne Rice, Carlos Ruiz Zafon, Federico Moccia, José de Alencar, Machado de Assis. Também leio muito Fernando Pessoa.

6  6-  Quais são seus cantores favoritos?

Essa é uma pergunta dificílima! Porque gosto de muita coisa e dos estilos mais variados. Vou citar alguns que me vêem a cabeça agora: Josh Groban, Nat King Cole, Jon Bon Jovi, 30 Seconds to Mars, Brandon Flowers, Lady Gaga, Elvis Presley, Adele, Duran Duran, Katy Perry, Katie Melua, Queen e por aí vai!

   7-    O que você pode adiantar sobre "Amor Inteiro"?

Teremos muito romance, muito drama, boas risadas e com certeza muuuita emoçao! Surgirão novos personagens que prometem trazer ainda mais dinâmica a história, seja ajudando ou atrapalhando o decorrer da trama.

   8-  Quais são seus futuros projetos?

Ano que vem, vou escrever a terceira e última parte da série Amor no Ninho. Além disso, já tenho dois projetos aguardando a vez, um drama psicológico e um romance sobrenatural.


   9-  Deixe um recado para os seguidores do Palavras ao Vento.

Agradeço muito o carinho e apoio que recebi no blog, foi incrível! Vou compartilhar uma frase que acabei de ler e gostei bastante:

Nem todos os caminhos são para todos os caminhantes. - Goethe

Encontre o seu!